Afinal quem manda no mundo?

Sejamos realistas, o genuíno poder continua longe das mãos das mulheres e o mundo como o conhecemos está inundado de um falso conceito de empoderamento feminino.

Na luta pela igualdade entre géneros e o fortalecimento do papel da mulher na sociedade, o verdadeiro empoderamento feminino (termo apropriado do inglês “women’s empowerment”) está no poder de escolha das mulheres. E as escolhas não dizem respeito apenas ao que consumimos, mas à vida pessoal e profissional de cada uma.

O conceito de empoderamento feminino é algo que devemos assumir como uma consciencialização de que há muito a melhorar. Ele sugere que as mulheres sigam em frente, que pratiquem o autoconhecimento e o usem para ter mais confiança para tomar decisões, que respeitem a sua essência e não vivam em busca de aceitação, que sejam verdadeiras e não deixem que modas, tendências de comportamento e mesmo outras pessoas ditem as suas escolhas.

O empoderamento feminino não exige que todas os obstáculos sejam de uma vez só, mas deve começar pela mudança de cada mulher para que juntas possamos derrubar barreiras e mudar estruturas. Uma por todas, todas por uma.

PARA O TOPO